quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Erros de previsão

O Governo, como já se sabe, falhou na previsão do défice em 2012. António José Seguro aproveitou de imediato a oportunidade para salientar que "o Governo não acertou uma". "O Governo falhou em toda a linha", disse o líder socialista. Acontece que o PS também falhou. Talvez valha a pena recordar que António José Seguro, em Novembro de 2011, considerava que Pedro Passos Coelho tinha margem de manobra para rever algumas das medidas de austeridade. O PS, convém lembrar, o mesmo PS que agora acusa o Governo de falhar em toda a linha, há menos de um ano entendia que o Governo tinha margem para cortar um em vez de dois subsídios. Havia folga no OE para 2012, havia uma almofada, dizia convictamente António José Seguro. Ou seja, se o OE para 2012 tivesse seguido a proposta do PS, o erro de previsão teria sido ainda maior.