segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Juro que não percebo

Mas o problema pode ser apenas meu. Como é que se pode dizer no discurso do Pontal que 2013 "será o ano da inversão da actividade económica" e depois anunciar medidas tão duras? Como é que as duas intervenções se articulam?