segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Razão e emoção

A razão diz que nada disto tem relevância. Como qualquer pessoa, Pedro Passos Coelho tem direito a alguns momentos de lazer. A emoção diz que isto é mortal. O timing, pelo menos. Passos Coelho anuncia medidas que vão mexer muito com vida dos portugueses e a seguir, como se nada tivesse acontecido, vai divertir-se.
É claro que o tempo perdoa tudo, ou quase tudo, e que até 2015 há muito tempo para as pessoas digerirem o que se passou em 2012 e em 2013, sobretudo se tudo correr bem. Um grande se, como é óbvio. É por isso que me parece que 7 de Setembro foi 'o' momento.
Infelizmente para todos nós, receio muito o que possa vir a acontecer em 2013. Oxalá esteja enganado.