segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Nada se aprende em definitivo

Pedro Passos Coelho não teve seguramente qualquer influência nesta decisão. Mas será sobre si que os holofotes mediáticos se irão concentrar. Manuel Meirinho já deveria saber que há assuntos em que a melhor abordagem consiste em colocar uma pedra sobre o tema. Anda a faltar muito bom senso em Portugal.